Traidores golpistas mancharam a história do nosso País

Traída, acusada, descriminada, injustiçada, desrespeitada, julgada. Assim foi tratada a primeira Presidenta do Brasil. Como a maioria das mulheres, Dilma Rousseff, é vítima de um violento golpe fundamentado pelas ideologias machista, de classe, racista, homofóbica, xenofóbica etc.

O perfil de seus algozes? Homens, brancos, ricos, alguns fichas-suja, inelegíveis e criminosos.

Mas que crime cometeu a Presidenta? Comprovadamente nenhum. O que houve foi uma mulher, dedicada à luta pela democracia brasileira, ter ousado conquistar o cargo mais alto e importante do País.

O que ganhamos com este processo absurdo de impeachment?

Desde o afastamento da Presidenta em abril, o golpista [inelegível] Temer Golpista e seus aliados vêm acabando sistematicamente com programas sociais importantíssimos, colocando a vida e o futuro do povo brasileiro em risco. Alguns danos já causados talvez demorem gerações para serem revertidos. Ficou claro que estes senhores queriam, na verdade, usurpar o governo para, mesmo que ilegitimamente, manter os privilégios de sua elite. Católicas não reconhece este governo golpista!

Este dia 31 de agosto de 2016 manchará nossa história com este golpe jurídico-parlamentar-midiático que violou a Constituição e a democracia. Seus apoiadores e perpetradores serão lembrados como traidores da Nação.

Nós, Católicas feministas, queremos ser lembradas como mulheres corajosas e leais à democracia. E estaremos ao lado de todxs que, como nós, lutam pelos direitos e pela liberdade de nosso povo.

Terminamos com esta frase da Presidenta Dilma Rousseff dita no dia em que enfrentou corajosamente os golpistas.

“Não esperem de mim o silêncio dos covardes”.

Continuaremos na luta #PelaDemocracia #ContraOGolpe #ForaTemer #DiretasJá

Católicas pelo Direito de Decidir

 

Author: rack

Share This Post On