Como seria o mundo se todos os direitos sexuais fossem respeitados?

Tradução livre de Católicas. Texto original em inglês no endereço: http://www.resurj.org/blog/sexrightstopia

Em pleno 2014, as pessoas em todo o mundo continuam a sofrer violência, estigma e discriminação devido a sua orientação sexual e identidade de gênero, real ou percebida.

Às mulheres é frequentemente negado o acesso aos serviços de saúde sexual e reprodutiva, ou quando o fazem são maltratadas. Muitas passam por abortos inseguros e ilegais, que colocam sua saúde e vida em risco. As jovens não têm as informações e serviços que respeitem a sua confidencialidade e autonomia necessária. Mulheres, homens e pessoas trans estão sendo assediadas sexualmente, intimidadas, reprimidas, e até mesmo presas ou mortas por protestarem ou reunião pública em muitos países ao redor do mundo. A violência de gênero continua a prejudicar as pessoas e comunidades em todos os lugares.

No Dia dos Direitos Humanos, o RESURJ (Realizando a Justiça Sexual e Reprodutiva) lançou uma campanha para perguntar: como seria o mundo se os direitos sexuais fossem respeitados e valorizados por todos? O que é preciso para criar um ambiente favorável onde todas as pessoas, em toda a sua diversidade, possam exercer seus direitos sexuais?

Chamamos este lugar de: SexRightsTopia.

RESURJ acredita que a justiça, a liberdade, prazer, igualdade e capacitação para todos é possível. Nós podemos viver em um mundo onde todas as pessoas são incentivadas e apoiadas para viver uma vida feliz, saudável e prazerosa.

RESURJ convida você a ver o vídeo e responder a seguinte pergunta: como seria seu SexRightsTopia?

Saiba mais sobre a agenda da RESURJ para 2015: http://www.resurj.org/sites/default/files/page_attachments/10%20Point%20Action%20Agenda%20%28Portuguese%29.pdf

 

 

Author: catolicas01

Share This Post On