Católicas indica 3 títulos sobre religião e gênero para ver na Netflix (e mais um bônus track!)

Religião e gênero foram vastamente estudados por inúmeros pesquisadores e pesquisadoras mundo a fora. Além da produção de conhecimento acadêmica, a arte, e em especial o audiovisual, virou um campo pra lá de frutífero para nos fazer refletir e questionar esses temas. Por isso, Católicas selecionou quatro títulos na Netflix sobre religião e gênero para você mergulhar ainda mais nesse universo. Confira!

 

Juana Inés (série) – Criação: Patricia Arriaga-Jordán

Ainda pouco conhecida, a série aborda a vida da mexicana Juana Inés de la Cruz (1651-1695), freira feminista, escritora e poetisa autodidata. Interpretada pelas atrizes Arantza Ruiz (na juventude) e Arcelia Ramírez (na vida adulta), Juana Inés questiona os dogmas da Igreja Católica, enfrentando as opressões no México do século 17. A produção conta com uma única temporada de sete capítulos. Confira o trailer aqui.

 

Marias – A Fé no Feminino (documentário) – Direção: Joana Mariani

O documentário lança olhar sobre o significado da Virgem Maria na vida de mulheres na América Latina. Produzido ao longo de quatro anos, o filme acompanha as festas das padroeiras no Brasil, Cuba, México, Peru e Nicarágua, observando semelhanças e diferenças culturais e religiosas entre esses países. Assista ao trailer aqui.

 

Oriented (documentário) – Direção: Jake Witzenfeld

A produção acompanha a vida de Khader, Fadi e Naeem, três gays palestinos com trajetórias distintas vivendo em Israel, mas que têm suas vidas perpassadas por conflitos em comum. Integrantes do grupo ativista Qambuta, o trio busca vivenciar sua sexualidade em meio a questões políticas e religiosas. Você pode assistir ao trailer aqui.

 

BÔNUS: She’s Beautiful When She’s Angry (documentário) – Direção: Mary Dore

Este último título não aborda questões de religião, mas tem como tema central a luta pela igualdade de gênero. Lançado em 2014, o documentário mostra as trajetórias dos movimentos feministas nas décadas de 60 e 70 nos Estados Unidos. A produção também mostra como as pautas das mulheres negras e lésbicas, por exemplo, foram sendo inseridas nessas lutas, inicialmente protagonizadas por mulheres brancas, heterossexuais e de classe média. O trailer pode ser conferido aqui.

Author: catolicas01

Share This Post On