A Ruah que habita em nós

Em artigo exclusivo, Marianne Luna reflete sobre o orgulho e a visibilidade da comunidade lésbica em interface com a fé católica.

Católicas tem programação gratuita sobre visibilidade lésbica e religião

No dia 29 de agosto é celebrado o Dia da Visibilidade Lésbica. Para falar sobre o assunto, Católicas pelo Direito de Decidir promoverá uma série de atividades sobre gênero, diversidade sexual e religião. A programação conta com a exibição de filme e rodas de conversa. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. A […]

INSCREVA-SE! Teologia e diversidade sexual são temas de livro a ser lançado e distribuído gratuitamente em SP

Divulgar o pensamento religioso cristão que não se rende às interdições da moral sexual castradora é objetivo do livro “Teologias Fora do Armário: teologia, gênero e diversidade sexual”, publicado pela organização Católicas pelo Direito de Decidir. Em comemoração ao Dia da Visibilidade Lésbica, a obra terá lançamento dia 29/08 (quinta-feira), às 19h, em São Paulo/SP, […]

Livro sobre teologia e diversidade sexual terá pré-lançamento e distribuição gratuita no RS

Divulgar o pensamento religioso cristão que não se rende às interdições da moral sexual castradora é objetivo do livro “Teologias Fora do Armário: teologia, gênero e diversidade sexual”, publicado pela organização Católicas pelo Direito de Decidir. Com distribuição gratuita, a obra terá pré-lançamento na próxima quinta-feira (15/08), das 19h às 21h, no VI Congresso Latino-americano […]

Versos contra a lesbofobia: a voz e a luta de cinco poetas lésbicas brasileiras

Na semana em que se comemora o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica (29 de agosto), Católicas pelo Direito de Decidir conversou com cinco poetas lésbicas brasileiras que utilizam a literatura como forma de tecer narrativas, visibilizar pautas e combater as opressões heteronormativas. Confira: VICTÓRIA SALES: De São Paulo, Victória Sales tem 24 anos e, além […]

Eu teria feito o mesmo!

Yakiri Rubí Rubio Aupart é mexicana de origem indígena. Tem 20 anos. É lésbica. Vive na capital de seu País. Na noite de 9 de dezembro de 2013, enquanto andava na rua, Yakiri foi abordada por dois homens que a ofereceram carona. Ela não aceitou, mesmo assim os irmãos Luis Omar e Miguel Ángel Ramírez Anaya a sequestraram e a levaram para o hotel Alcazar. Miguel ficou sozinho com Yakiri, bateu nela, a torturou e estuprou por horas.