Nem um minuto de silêncio, toda uma vida de lutas e sonhos: Católicas se revolta com a morte de Marielle Franco

 

É com profunda tristeza e indignação que Católicas pelo Direito de Decidir recebe a notícia da morte de Marielle Franco. Marielle foi assassinada  na noite de quarta feira, 14 de março, no bairro do Estácio na cidade do Rio de Janeiro após participar do evento “Jovens Negras Movendo as Estruturas”. Anderson Pedro Gomes, motorista que dirigia o carro onde estava Marielle também foi morto pelos disparos.

Mulher negra, lésbica e militante, Marielle era Socióloga graduada pela PUC-Rio, mestra em Administração Pública pela Universidade Federal Fluminense (UFF), e sua dissertação de mestrado teve o tema  “UPP: a redução da favela a três letras”. Filiada ao PSOL/RJ, Marielle foi a quinta vereadora mais votada nas eleições do Rio de Janeiro em 2016. “Mulher, negra, mãe e cria da favela da Maré”, era assim que Marielle costumava se apresentar.

Em seu mandato, construído coletivamente com diversas ativistas, Marielle defendia os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres, presidia a Comissão de Defesa da Mulher, trabalhava pela criação do Dossiê da Mulher Carioca, lutava para ampliar o acesso ao aborto seguro e legal, reivindicava o aumento do número de Casas de Parto, entre outras ações.

Em 28 de fevereiro deste ano, Marielle foi nomeada relatora da comissão que acompanhará as ações da intervenção militar no Rio de Janeiro. Duas semanas depois, em 10 de março, a vereadora do PSOL denunciou em suas redes a violência policial na comunidade de Acari, na zona norte do Rio de Janeiro. Em seus posts, Marielle alertou para a brutalidade da PM, que teria assassinado e jogado dois jovens em um valão do bairro.

Católicas e outros movimentos pelos direitos humanos exigem uma investigação profunda e rigorosa dessa brutal violência!

Marielle, presente!

Toda nossa solidariedade aos familiares, amigas e amigos de Marielle Franco e Anderson Pedro Gomes!

Seguimos na luta contra o Estado racista e genocida!

Não nos calarão!

 

Abaixo, segue a lista de atos e eventos em homenagem à Marielle Franco e Anderson Pedro Gomes e em protesto contra o genocídio da população negra. Caso saiba de algum outro ato, nos avise que publicaremos aqui.

 

RJ: 15/03, 17h, Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro

BH: 15/03, 17h, Praça da Estação

SP: 15/03, 17h, MASP

RECIFE: 15/03, 16h, Câmara Municipal

CURITIBA: 15/03, 18h, Prédio Histórico UFPR

BRASÍLIA: 15/03, 11h, Anexo II Câmara

FLORIANÓPOLIS, 15/03, 17h, Esquina Feminista

NATAL, 15/03, 17h, Sede do Psol (Rua Apodi)

SALVADOR, 15/03, 10h, Tenda Fórum Social Mundial

 

Author: catolicas01

Share This Post On